New Custom Navbar

O futuro da tecnologia é o no-code?

“Até 2024, 80% dos produtos e serviços tecnológicos serão construídos por pessoas que não são profissionais de tecnologia.”

A previsão da Gartner é uma nova leva de ferramentas e utilitários permite que pessoas que não saibam programar possam criar soluções digitais incríveis.

Inovar vai ficar ainda mais barato! Caro mesmo, vai ficar para quem não tentar inovar.


Uma tendência impulsionada por uma nova categoria de compradores de soluções que não faz parte da área de TI, uma vez que outros departamentos estarão em breve comprando mais do que as áreas lideradas pelos CIOs.

“Os negócios digitais são tratados como uma atividade de equipes pelos líderes e não mais como domínio exclusivo da área de TI”, diz Rajesh Kandaswamy, vice-presidente de pesquisa do Gartner. “O crescimento de dados digitais, ferramentas de desenvolvimento e aplicações com Inteligência Artificial (IA) estão entre os muitos fatores que permitem a democratização do desenvolvimento de tecnologia além dos profissionais de TI.”
 

Mas o que é no-code?


No-code traduzindo para o português significa “sem código” e é um movimento tecnológico e social que permite que você desenvolva soluções web e mobile sem programação. O desenvolvimento de aplicações, sem o uso de nenhum código, é permitido através de ferramentas no-code.

Deste modo, a barreira de conhecimento que existia entre os desenvolvedores e os usuários de negócio deixou de ser um empecilho. Pois, o no-code permite que os citizen developers (desenvolvedores cidadãos) desenvolvam suas próprias soluções.
 

Explicando de forma prática


Por exemplo, uma pessoa do RH que está sempre cheia de e-mails com solicitações de reembolso. O sonho dela é poder fazer esse processo de forma automática, desde a solicitação do colaborador, passando pelo RH e terminando no financeiro. Porém, a TI não consegue dar atenção ao problema dela pois existem diversas outras situações críticas com que eles devem se preocupar.

Sendo assim, uma ferramenta no-code permitiria que ela mesma automatizasse esse processo, simplesmente conectando elementos gráficos de forma intuitiva e acessível. Problema resolvido, ela atingiu seu objetivo e não demandou a TI. Legal, não é mesmo?
 

Vantagens de utilizar plataformas low-code e no-code


São inúmeras as vantagens de utilizar plataformas low-code e no-code:

Aumentam a produtividade das áreas de TI – pois elas conseguem entregar resultados muito mais rápidos.

Aumentam a produtividade de outras áreas – é possível criar diferentes soluções para diferentes processos do dia a dia, possibilitando maior controle, produtividade e padronização para atividades recorrentes.

Democratizam a tecnologia e dão autonomia a diferentes criadores – pois capacita o desenvolvedor cidadão a criar aplicações, mesmo sabendo pouco ou nada de programação.

Facilita e acelera o onboarding das soluções nas empresas – devido a facilidade que oferecem, se torna mais fácil inserir soluções low-code e no-code nas organizações.

Acelera a percepção nas Provas de Conceito (POC) – como é muito mais rápido construir soluções em low-code e no-code, também é mais rápido testar e ajustar detalhes. Assim, rapidamente é possível entender como as ferramentas devem evoluir.

Redução de custos – as plataformas com baixo ou zero código podem representar economia não só de tempo, mas também de dinheiro, pois, geralmente, se tratando de empresas, evita-se projetos gigantes com muitos desenvolvedores.
 

Por fim, um convite…

Se você gostou do assunto, ou teve um mínimo de interesse conheça nosso treinamento "Arquiteto de Soluções" incluso no Programa de Treinamentos Ambiente de Trabalho Moderno.

New Custom Navbar